Publicado em 22 de julho de 2017 | 12:13
Ex-goleiro Edinho é preso pela 5ª vez em Santos: ‘Não aguento mais’
ex_goleiro_edinho_e_preso_pela_5__vez_em_santos-lama-nas-ruas-abelardo-rodrigues-filho-projeto-câmara- alto-do-rodrigues-prefeito-carnaubais-joao-camara-assu-macau-porto-do-mangue-areia-branca-mossoró-angicos-jucurutu-pendencias-parnamirim-macaiba-caicó-ipanguassu-itajá-currais-novos-santana-do-matos-natal-governo-do-estado-femurn-mp-emater-barragem-armando-ribeirto-rio-assu- ficha-suja-caixa-2-abelardo-rodrigues-filho-vereador-renan-melo-magnus-medeiros

O ex-goleiro do Santos Futebol Clube e filho de Pelé, Edison Cholbi Nascimento, o Edinho, se apresentou na tarde desta sexta-feira (21) à Polícia Civil, em Santos, no litoral de São Paulo, para cumprir 12 anos de prisão. Ele foi condenado por lavagem de dinheiro em decorrência do tráfico de entorpecentes. 

Edinho se apresentou após o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) decidir, pela terceira vez, na quinta-feira (20), rejeitar as apelações da defesa. Em seguida, a ordem de captura foi expedida pela 1ª Vara Criminal de Praia Grande. Ao chegar no 5º Distrito Policial de Santos, o ex-goleiro falou rapidamente com a imprensa.

“Não aguento mais. Estou convicto na minha luta e, com certeza, vou vencer. Frustração”, disse. 

O advogado de Edinho, Eugênio Malavasi, informou que agora vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), para que ele possa responder em liberdade. Ele permanecerá preso até um novo parecer da Justiça. O ex-jogador chegou ao 5º Distrito Policial por volta das 16h, acompanhado do advogado e carregando duas sacolas, com cobertores e roupas. Edinho já foi preso outras quatro vezes, desde que a operação que resultou na sua condenação foi iniciada. (G1)

.

transito-seguro-detran-rn