Publicado em 22 de julho de 2017 | 19:42
Brasil é o país com mais vírus perigosos aos humanos
brasil-e-o-pais-com-mais-virus-perigosos-aos-humano-lama-nas-ruas-abelardo-rodrigues-filho-projeto-câmara- alto-do-rodrigues-prefeito-carnaubais-joao-camara-assu-macau-porto-do-mangue-areia-branca-mossoró-angicos-jucurutu-pendencias-parnamirim-macaiba-caicó-ipanguassu-itajá-currais-novos-santana-do-matos-natal-governo-do-estado-femurn-mp-emater-barragem-armando-ribeirto-rio-assu- ficha-suja-caixa-2-abelardo-rodrigues-filho-vereador-renan-melo-magnus-medeiros

Não está fácil ser brasileiro. Não bastasse a crise política e econômica temos mais uma preocupação em vista: a nossa saúde. Uma pesquisa, realizada pela ong americana EcoHealth Alliance, analisou a distribuição global de 586 vírus, que são capazes de infectar diversas espécies de mamíferos, inclusive o ser humano.

O levantamento mapeou quais lugares do mundo existem mais virus “zoonóticos”, ou seja, que podem ser transmitidos de animais para pessoas. E nós ficamos com o primeiro lugar entre os países latinoamericanos. Grande parte dos virus se concentram na região da Amazônia, justamente devido à ampla diversidade do local. Os animais mais afetados seriam os macacos e os morcegos.

Os macacos que vivem no continente africano também hospedam alguns vírus zoonóticos, mas os bichos mais perigosos de lá são os bodes, os antílopes e os camelos.

A ideia do estudo não é semear o pânico, mas sim prever onde será a próxima pandemia (epidemia que se espalha por um grande território) e assim, estimular política públicas de prevenção. Como se sabe em terras tupiniquins nenhum governo previne nada, então não é esperada nenhuma mudança significativo no trato da saúde das pessoas.

Vale lembrar que a sondagem só verificou a presença dos vírus e não seu potencial de contágio, ou seja, não calcula a quantidade de pessoas que poderiam ser afetadas e nem se seriam apenas moradores de regiões próximas à floresta. Acho que vale a pena começar a rezar.

(Yahoo)

.

transito-seguro-detran-rn