Publicado em 8 de setembro de 2017 | 11:54
100 vezes mais potente que cigarro, narguilé vira moda entre jovens brasileiros e acende alerta no governo
Narguilé: o perigo que atrai pela cor e sabor
100-vezes mais-potente- narguilé-lama-nas-ruas-abelardo-rodrigues-filho-projeto-câmara- alto-do-rodrigues-prefeito-carnaubais-joao-camara-assu-macau-porto-do-mangue-areia-branca-mossoró-angicos-jucurutu-pendencias-parnamirim-macaiba-caicó-ipanguassu-itajá-currais-novos-santana-do-matos-natal-governo-do-estado-femurn-mp-emater-barragem-armando-ribeirto-rio-assu- ficha-suja-caixa-2-abelardo-rodrigues-filho-vereador-renan-melo-magnus-medeiros

Um cheiro semelhante ao de um chiclete sabor melancia preenche o ambiente decorado com luzes coloridas de neon. Grupos de amigos se divertem espremidos em bancos enquanto fazem argolas no ar ao soltar a densa fumaça aspirada dos narguilés, que passam de boca em boca.

Cenas como a descrita acima são comuns nas novas tabacarias, que chegaram com força no Brasil e fazem sucesso entre jovens. Um dos segredos desse negócio, segundo especialistas entrevistados pela BBC Brasil, é que tanto o sabor das essências quanto as variedade de cores do narguilé o deixam com uma imagem de produto quase inofensivo.

Entretanto, médicos dizem que ele é cerca de cem vezes mais potente que um cigarro comum, um fato que chamou a atenção de governos estaduais e federais, preocupados com o acesso precoce ao tabagismo.

Autoridades e especialistas ouvidos pela BBC Brasil apontaram para riscos de saúde enfrentados por usuários pelo alto teor de tabaco consumido, pela possibilidade de transmissão de doenças infectocontagiosas através do compartilhamento da piteira do narguilé e também pelo fumo passivo – caso de pessoas presentes nas tabacarias que respiram a fumaça mesmo sem dar nem sequer um trago.

‘Cachimbo de água’

De origem oriental, o narguilé é, de maneira simplificada, um cachimbo de água. O ar aquecido por carvão passa pelo fumo e resfria no líquido antes de ser aspirado – e eliminado em seguida – pelo usuário. O fumo, também conhecido como essência, é composto de tabaco e frutas ou aromatizantes.

Uso social

De acordo com usuários e especialistas ouvidos pela BBC Brasil, o tempo de preparo de um narguilé desestimula seu uso solitário e frequente. Para eles, o instrumento de origem árabe faz parte de um “estilo de vida criado para ser compartilhado com amigos”.

Mas médicos alertam que o uso coletivo pode transmitir doenças infectocontagiosas, como hepatite (inflamação no fígado), herpes e tuberculose.

A montagem do narguilé começa com o acendimento do carvão, que demora cerca de dez minutos. O tabaco com essência é colocado no bocal, fechado com alumínio e depois furado para possibilitar a passagem do ar. O carvão então é aceso e colocado em cima dessa estrutura.

O sabor torna esse uso mais agradável e atrai mais gente. Você é atraído pelo cheiro, pela cor. Fora que existem leis e proibição de uso para menores de idade que, pelo jeito não estão sendo cumpridas. Já vi até pais dando narguilé para os filhos. Precisa é acabar com esse mito de que o narguilé é seguro.”

Para ela, o produto “hoje é vendido hoje com o mesmo glamour que o cigarro no passado. Só depois descobriram o que é”.

BBC