Publicado em 2 de novembro de 2017 | 17:28
‘Los manos” nas ‘manus’ de Sérgio Moro: ministro envia denúncia para Curitiba
Operação 'Uma mão lava a outra'
fachin-manda-para-moro-denuncia-contra-cunha-geddel-henrique-alves-e-loures-alto-do-do-rodrigues-macau-extremoz-parnamirim-macaiba-assu-joao-camara-lajes-angicos-mossoró-areia-barnca-assu-pendencias-jucurutu-ipanguaçu-açu-petrobras-MP-PF-processo-operação-manus-lama-nas-ruas-prefeito-prefeitura-carnaubais-porto-do-mangue-umarizal-guamaré-abelardo-flavio-veras-ivan-padilha-junior-benevides-tulio-lemos-teteu-tiago-doutor-gustavo-deputado-george-souza-polícia

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu desmembrar o processo, enviando para a primeira instância as investigações contra os outros acusados sem foro privilegiado.

Ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba, Fachin enviou parte da denúncia por organização criminosa referente ao ex-deputado cassado Eduardo Cunha, ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves, ao ex-deputado Geddel Vieira Lima e Rodrigo Rocha Loures.

Os acusados foram apontados pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como responsáveis por formar um grupo criminoso que atuava em nome do PMDB na Câmara. Segundo a denúncia, eles ofereciam vantagens indevidas a empresas em órgãos públicos, em troca de propinas para o financiamento de campanhas.

EBC

.

atira-clube-tiro-regional-internacional-nordeste-alto-do-do-rodrigues-macau-extremoz-parnamirim-macaiba-assu-joao-camara-lajes-angicos-mossoró-areia-barnca-assu-pendencias-jucurutu-ipanguaçu-açu-petrobras-MP-PF-processo-operação-manus-lama-nas-ruas-prefeito-prefeitura-carnaubais-porto-do-mangue-umarizal-guamaré-abelardo-flavio-veras-ivan-padilha-junior-benevides-tulio-lemos-teteu-tiago-doutor-gustavo-deputado-george-souza-polícia