Publicado em 26 de setembro de 2017 | 17:38
Acordar cedo prejudica aprendizado dos adolescentes diz estudo
Acordar mais tarde: necessidade biológica
wendy-troxel-phd-dormir-sono-adolescentes-escola-aprendizagem--alto-do-rodrigues-lama-nas-ruas-operação-prefeito-abelardo-rodrigues-filho-macau-mossoró-ipanguassu-pendências-carnaubais-extremoz-macaiba-joão-câmara-angiscos-jucurutu-afonso-bezerra-guamará-almino-afonso-ceará-mirim-currais-novos-caicó-pau-dos-ferros-porto-do-mangue-serrinha-areia-branca

Acordar um adolescente às seis da manhã é o equivalente biológico a acordar um adulto às 4 horas da manhã”, diz renomada especialista Wendy Troxel.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade McGill com 30 mil estudantes canadenses de 362 escolas de todas as partes do país apontou que começar as aulas entre 9:00 e 9:30 horas melhora o rendimento escolar dos adolescentes.

Outra pesquisa, realizada pela Universidade de Aveiro, em Portugal, concluiu que a tendência das escolas de definir os horários mais cedo para os jovens do ensino Fundamental 2 (do 6.º ao 9.º ano) e Médio está em “contradição com a fisiologia humana” e que dormir pouco torna o adolescente mais vulneráveis a problemas de comportamento, ansiedade e depressão, além de prejudicar o desempenho escolar.

Adolescentes: atraso no relógio biológico

wendy-troxel-phd-dormir-sono-adolescentes-escola-aprendizagem--alto-do-rodrigues-lama-nas-ruas-operação-prefeito-abelardo-rodrigues-filho-macau-mossoró-ipanguassu-pendências-carnaubais-extremoz-macaiba-joão-câmara-angiscos-jucurutu-afonso-bezerra-guamará-almino-afonso-ceará-mirim-currais-novos-caicó-pau-dos-ferros-porto-do-mangue-serrinha-areia-branca

Segundo os pesquisadores, os adolescentes têm o ciclo circadiano, ou seja, o relógio biológico atrasado em cerca de duas ou três horas durante essa fase levando a muito sono ou pouco sono em parte pela mudança na liberação da melatonina. Os adolescentes começam a liberar esse hormônio por volta das 23 horas – duas horas mais tarde que adultos e crianças. Assim, “acordar um adolescente às seis da manhã é o equivalente biológico a acordar um adulto às 4 horas da manhã”, diz a renomada especialista Wendy Troxel.

Outro estudo realizado pela Universidade de Chicago concluiu que adolescentes que dormem menos de cinco horas por noite apresentam níveis de testosterona mais baixos. Já com relação às meninas, dormir bem pode reduzir drasticamente os casos de câncer, incluindo o de mama, especialmente entre aquelas mais ativas fisicamente e que dormir menos do que as sete horas recomendadas anula os benefícios dos exercícios físicos e aumenta o risco de desenvolver a doença.

Jovens cansados mais ligados

wendy-troxel-phd-dormir-sono-adolescentes-escola-aprendizagem--alto-do-rodrigues-lama-nas-ruas-operação-prefeito-abelardo-rodrigues-filho-macau-mossoró-ipanguassu-pendências-carnaubais-extremoz-macaiba-joão-câmara-angiscos-jucurutu-afonso-bezerra-guamará-almino-afonso-ceará-mirim-currais-novos-caicó-pau-dos-ferros-porto-do-mangue-serrinha-areia-branca

A doutora Wendy Troxel, professora de psicologia e Psiquiatria na Universidade de Pittsburg – considerada uma especialista no tratamento de insônia e outros distúrbios do sono- afirma que dormir pouco leva muitos jovens a aumentar o uso de cafeína, energéticos, bebidas alcoólicos ou outras substancias para ficarem espertos. “Temos uma população de jovens cansados mais ligados”, diz a doutora.

Depressão e suicido

A doutora faz vários alertas preocupantes:

  • dormir cinco horas ou menos por noite é equivalente a dirigir com teor alcoólico no sangue superior ao permitido;
  • falta de concentração e atenção;
  • irritabilidade;
  • mau-humor;
  • preguiça;
  • problemas de saúde ( obesidade, doenças cardíacas e diabetes);
  • uso de drogas;
  • depressão e suicídio.

 O estudo com 30 mil adolescentes apontou que para cada hora de sono perdida há um aumento de 38% em sentimentos de tristeza e falta de esperança e um aumento de 58% nas tentativas de suicídio de adolescentes, alerta a doutora Wendy Troxel cujo trabalho é referência em comunidades científicas no mundo inteiro.

A especialista continua:

Acordar cedo priva os adolescentes do sono associado ao aprendizado, consolidação de memória e processamento das emoções. Um adolescente necessita de 8 a 10 horas de sono a noite – sendo 8 horas o mínimo recomendado.”

Benefícios de começar as aulas mais tarde

wendy-troxel-phd-dormir-sono-adolescentes-escola-aprendizagem--alto-do-rodrigues-lama-nas-ruas-operação-prefeito-abelardo-rodrigues-filho-macau-mossoró-ipanguassu-pendências-carnaubais-extremoz-macaiba-joão-câmara-angiscos-jucurutu-afonso-bezerra-guamará-almino-afonso-ceará-mirim-currais-novos-caicó-pau-dos-ferros-porto-do-mangue-serrinha-areia-branca

De acordo com estudos, começar as aulas em horário mais tarde traz vários benefícios, tais como a queda de faltas em 25%, redução da evasão, melhora no rendimento acadêmico, diminuição de acidentes com veículos em 7%.

Recado da doutora para os’ do contra’

Os benefícios de acordar mais tarde no rendimento escolar dos adolescentes são inúmeros. Se alguém diz que acordar cedo prepara o adolescente para o mundo real seria o mesmo que dizer aos pais de uma criança de 2 anos, por exemplo, que não deixe a criança dormir durante o dia pois ela não estará pronta para o jardim de infância!

O adolescente dormir pouco está associado mais às políticas públicas do que aos hormônios, a vida social ou WhatsApp. Os governos mudarem o horário de início das aulas acarreta em dificuldades de logísticas, entre elas a alteração nas rotas dos ônibus ou lidar com a reclamação dos pais que desejam deixar seus filhos mais cedo na escola para irem ao trabalho.

Brasil

wendy-troxel-phd-dormir-sono-adolescentes-escola-aprendizagem--alto-do-rodrigues-lama-nas-ruas-operação-prefeito-abelardo-rodrigues-filho-macau-mossoró-ipanguassu-pendências-carnaubais-extremoz-macaiba-joão-câmara-angiscos-jucurutu-afonso-bezerra-guamará-almino-afonso-ceará-mirim-currais-novos-caicó-pau-dos-ferros-porto-do-mangue-serrinha-areia-branca

No Brasil, onde as aulas começam ainda mais cedo, um estudo do Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM) mostrou que os adolescentes de 14 a 18 anos estão dormindo mal e enfrentando distúrbios do sono. Segundo a pesquisa, dos 1.830 jovens ouvidos, 43% disseram dormir de 3 a 5 horas por noite e 94% afirmam sentir sonolência ou queda de rendimento durante o dia.

(Fonte de pesquisa: Journal of Sleep Research, Gazeta do Povo, Wendy Troxe – Why school should start later for teens)

.

detran-rn